5 causas para o fracasso do seu site

novembro 28, 2016 10:00 am Publicado por Deixe um comentário

Atualmente existem mais de 1 bilhão de sites em todo o mundo – e enquanto você lia esta frase, outros quatro foram criados. Com a proliferação de páginas online é difícil se destacar entre os concorrentes, o que faz com que as empresas sejam cada vez mais desafiadas a construir uma marca única neste cenário de evolução acelerada da Internet. Isso, além do fato de que estamos no meio de uma sobrecarga de informações, torna mais fácil perder de vista o básico que faz um site ser bom: ele deve contar uma história e comunicar a informação perfeitamente ao usuário final, caso contrário corre o risco de perder os usuários.

Abaixo estão cinco razões que farão seu site ser um fracasso. Por isso as empresas devem guardar algumas dicas básicas e utiliza-las a fim de impedir que seus sites tornem-se desinteressantes e desatualizados.

1. Usabilidade Ruim

Um site pode muitas vezes ser a primeira impressão de uma empresa e se for confuso afastará clientes potenciais tão rapidamente quanto chegaram nele. Os usuários precisam ser capazes de encontrar o que estão procurando com fácil navegação nas páginas e com informação acessível que promova a exploração adicional. Um layout limpo, com cabeçalhos claros e informações exibidas de uma maneira fácil de usar incentiva os visitantes a frequentar o site e a obter as informações sem esforço.

Acima de tudo, você precisa lembrar que usabilidade está diretamente relacionada a conversão. Tenho certeza que sabendo disso, e para alavancar as conversões e as vendas no seu site, você dedicará mais tempo em melhorar a experiência dos usuários.

Veja algumas estatísticas que deveria levar em conta durante este processo:

  • 40% das pessoas abandonarão uma página web se ela demorar mais que três segundos para carregar;
  • 46% dos usuários móveis relataram ter dificuldade de interagir com uma página web, e 44% reclamaram que a navegação era difícil;
  • Apenas55% das empresas estão atualmente realizando algum teste online de experiência do usuário.

2. Sobrecarga de Informação

Um monte de palavras encarando os clientes em potencial é uma maneira infalível para levá-los a sair do site. Os clientes buscam informações, mas as empresas precisam estar atentas para não repetir demais as principais informações.

É fácil fazer uma revisão de textos e palavras repetidos a fim de enxugar o conteúdo e torna-lo mais interessante e direto ao ponto. O uso de imagens, fotos, infográficos, vídeos podem ajudar os usuários a entender de forma mais rápida e fácil o que você quer apresentar. Fornecer informações-chave que os clientes estão procurando e retransmiti-las de uma maneira clara é a chave do sucesso.

Escreva em frases curtas quando possível. Ao apresentar informações focadas de forma lógica, os clientes podem esclarecer suas dúvidas sem precisar recorrer a um chat ou telefone.

3. Site com nome pobre

Escolher o nome de um site é uma das partes mais difíceis do processo de branding digital. Encontrar um domínio disponível que represente bem o nome da empresa, reflita seu posicionamento no mercado e que, acima de tudo, seja impactante e gere alto recall por parte dos usuários é tarefa que merece muita dedicação. O domínio é a identidade digital do seu negócio. E o mundo digital é onde todos buscam informações hoje em dia. Por isso dê muita atenção ao processo de escolha do domínio do seu site. Lembre-se que o domínio pode influenciar o posicionamento do seu site em rankings de pesquisa, o famoso SEO.

No passado, uma empresa tinha poucas opções de domínios disponíveis e acabava escolhendo um .com ou .com.br.  Mas os tempos estão mudando e, com o recente lançamento de vários novos domínios de primeiro nível (nTLDs) – como .online, .tech, .store e .website – as empresas têm agora um leque variado de extensões de domínios para escolher e definir o que registrar e usar para o seu site a longo prazo. Um nome de domínio de impacto e fácil de memorizar cria uma oportunidade única para alinhar uma empresa, um produto, um serviço ou uma startup ao seu público-alvo.

Com o advento dos novos domínios, as pessoas ou empresas têm a possibilidade de usar uma extensão que é relevante para o seu tipo de negócio, que tem a ver com a sua atuação, como .store (para comércio eletrônico ou loja virtual), .fashion (para confecções ou temas ligados a moda) ou .tech (para soluções de tecnologia). Isso é algo inédito e representa o desenvolvimento da Internet no sentido de cada vez mais aumentar a relevância e facilitar a navegação por parte dos usuários.

4. Sem “Call-to-action”

Infelizmente, o trabalho não termina quando um cliente chega ao site e vê um layout visualmente atraente com um menu fácil de navegar. Tem de haver um call-to-action (CTA) que incentiva os clientes a irem além da “vitrine” (página inicial) e a “mergulharem” no site, explorando os produtos ou serviços e fazendo uma compra online ou sendo capazes de pesquisar lojas físicas onde poderão encontrar o produto.

Prestadores de serviços podem pedir aos clientes para entrar em contato com um representante para saber mais ou ter um assistente virtual disponível online para perguntas. Pequenos CTAs, como encorajar os clientes a seguirem a empresa em redes sociais ou a se cadastrar para receber boletins informativos por e-mail, mantêm tanto potenciais clientes como clientes existentes atualizados sobre as últimas notícias e novidades do site e da empresa. Tornar o site interativo e determinar o que o resultado final significa para modelo de negócios da empresa é crucial.

5. Inadequado para Celular

O acesso a e o uso de dispositivos móveis cresceu de forma estrondosa e mais e mais clientes estão acessando sites diretamente de seus smartphones e tablets. Portanto, é fundamental que os sites estejam prontos para que os clientes possam visualizar facilmente o conteúdo e navegar em telas menores. Os usuários apresentam um tempo curto de atenção por isso as informações precisam ser facilmente legíveis, independentemente do dispositivo que eles estejam usando para visualizar o site. Também é importante garantir que o site carregue rapidamente em qualquer dispositivo, para isso, usar HTML simples ao invés de flash pode ser o ideal.

Os sites são essenciais para o sucesso de uma empresa e exigem tempo e dedicação para construir e manter. É importante que os recursos necessários sejam dedicados para garantir que esta plataforma esteja atualizada e funcionando corretamente. As empresas que usarem essas dicas ao criar seus sites ficarão satisfeitas com o aumento do acesso de visitantes em sua página e com o resultado geral de ter uma presença relevante na Web.

Source: IMasters

Categorizados em:

Este artigo foi escrito pormajor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *