6 tendências de design de UX a serem seguidas

agosto 15, 2016 6:00 pm Publicado por Deixe um comentário

No ano passado, experimentamos uma grande revolução no domínio do design de UX. Como havíamos falado naquela época, as tendências mais significativas em design de UX estão aqui para ficar e estão seguidas este ano também.

Se você quer se posicionar como uma entidade forte no mundo profissional competitivo, então também precisa melhorar a experiência do usuário que está fornecendo. Você já observou que um grande número de organizações estão agora mais inclinados para a venda da experiência, e não apenas de um produto ou um serviço? A única razão para isso é que eles perceberam o seu significado!

Sua vantagem está em fornecer a melhor experiência do usuário, juntamente com a criação de um site de qualidade superior ou app para a sua marca. Não só as características do seu projeto devem atrair seu público-alvo, mas elas também devem fornecer uma melhor opção de fácil interação. Simplificando, você precisa garantir que os usuários tenham uma boa experiência enquanto interagem com o seu site ou aplicativo.

As tendências de design de UX encorajam uma inovação que leva a organização a um maior crescimento.

Então, quais tendências de design de UX estão dominando 2016? Vamos dar uma olhada em seis das nossas favoritas…

1 – Design antecipado

Estritamente falando, a funcionalidade antecipatória está por aí há anos. No entanto, uma implementação mais inteligente está se transformando em um padrão relativamente novo de design de UX. Na verdade, design antecipado já está sendo integrado com sucesso a alguns sites e aplicações.

O objetivo é o mesmo – antecipar as decisões dos usuários, a fim de simplificar ainda mais um processo em particular para o usuário (reduzindo a carga cognitiva).

Tradicionalmente, você pode encontrar isso quando optar por preencher um formulário em um site ou aplicativo e você terá uma opção de preenchimento automático que informa seu endereço, nome completo e outros detalhes importantes. Essa feature de antecipação essencialmente funciona bem, proporcionando a facilidade para preencher um formulário sem qualquer aborrecimento. Na verdade, todos nós estamos familiarizados com características de antecipação básicas, como notificações do aplicativo, localização geográfica, caixas de pop-up e recomendações. Mas estas são implementações muito simplistas.

O design antecipado tem hoje a intenção de minimizar os encargos para os usuários ao tomar decisões em seu nome (claro que com a sua permissão).

A grosso modo, o sistema tem acesso aos dados do usuário, assim como às escolhas que eles fizeram no passado, que termos eles procuraram e quais as compras feitas. Agora, manter o rastreamento de tudo isso é suficientemente eficiente para tomar decisões em nome dos usuários. Repare que não estamos falando sobre o sistema sugerir, mas realmente decidir. Assim, é mais provável que tal sistema utilize esses dados para filtrar as coisas em que o usuário não está interessado (em vez de simplesmente sugerir algo em que eles podem estar interessados).

Neste artigo, Zack Rutherford identifica Digit.co como um aplicativo que faz um grande uso do design antecipado. Em poucas palavras, esse aplicativo de finanças analisa sua renda e histórico de despesas e, em seguida, automaticamente identifica oportunidades de economia. Então, ele transfere o “dinheiro extra” para uma conta “Digit”. Os usuários não precisam descobrir quanto dinheiro eles podem retirar para economizar, porque isso é calculado automaticamente pelo aplicativo. Além disso, o app garante que o usuário não irá retirar mais dinheiro do que ele pode se dar ao luxo de poupar.

2 – Projetando histórias orientadas ao usuário

Storytelling é uma das técnicas mais eficazes para chamar a sua atenção. Se você precisa fazer um pitch para o seu público-alvo, que inclui investidores ou precisa de aprovação para a execução de uma ideia, então uma história curta focada no usuário de uns dois minutos irá funcionar bem.

Storytelling orientada ao usuário ajuda a desenvolver uma melhor compreensão dos conceitos avançados para o seu público-alvo. Às vezes, é difícil criar uma história, mas nem sempre. Você precisará prestar atenção aos detalhes e usar suas habilidades criativas para desenvolver e projetar uma história convincente para sua marca, produtos, serviço, conceito etc.

Incorpore estas técnicas de storytelling para melhorar a experiência de seus usuários:

  • Retrate seus usuários na história
  • Faça visuais responsivos
  • Adicione ações comuns e interativas
  • Nunca deixe escapar o todo, que constitui o seu início, fim e parte do meio da sua história.

Dê uma olhada em um exemplo citado pelo Humaan. Se você for até a página ‘About Us’ deles, vai encontrar histórias interativas de seus membros na equipe simplesmente passando o mouse sobre as imagens. Assim, eles envolvem os usuários em seu site e fornecem uma maneira fácil conhecê-los melhor.

3  – Imagens da Hero substituindo banners e carrosséis

Outra técnica emergente para melhorar a experiência do usuário envolve o uso de integrar artisticamente belas imagens da HD Hero.

Essas imagens da hero criam um impacto ‘wow’ no usuário e substitui os carrosséis e banners que um dia foram populares (ambos costumavam ser inconscientemente ignorados pelos usuários, porque eles se parecem com anúncios).

A imagem abaixo mostra um site que encabeça essa ideia de abraçar completamente as imagens da Hero. Ela também tem integrado um vídeo de apoio ao fundo:

ux-design-2016-hero

Fonte: Ditto DC

Por exemplo, se você estiver na indústria de refeições, uma imagem da Hero de um alimento muito gostoso irá criar o efeito “wow” e também irá informar aos usuários, à primeira vista, sobre o que é o site ou o aplicativo. Você pode fornecer uma breve descrição ou uma chamada à ação na imagem da Hero. Integrar uma imagem da Hero também é útil para reter os usuários no seu website ou aplicativo por mais tempo.

Além disso, alguns sites têm vídeos integrados no seu cabeçalho. Você pode até ver essa prática no exemplo citado acima da Ditto Dc. Algumas organizações têm mostrado o seu escritório em seu site oficial, o que descreve o quão dedicados eles estão em seu trabalho e quais as facilidades que eles forneceram para os seus funcionários.

4 – Criando designs persuasivos

Você tem que adaptar um modo de design persuasivo, ou seja, um design que convença os visitantes do site que você está oferecendo uma grande proposta para que eles tomem alguma ação. Para isso, você vai ter que entender a sua psicologia. Quando você entender isso, deve ser capaz de chamar e prender a atenção do seu público-alvo.

Essa tendência de design de UX é essencial para criar uma grande base de clientes. Por exemplo, se você tem um e-commerce, destacar a oferta de frete grátis no seu site pode persuadir os visitantes a fazer compras ou retornar para compras futuras.

De acordo com o fundador da ConversionXL, Peep Laja, existem 5 princípios que precisam ser respeitados para criar grandes projetos convincentes:

  1. Clareza
  2. Apelo visual
  3. Hierarquia visual forte
  4. Conservar a atenção a todo o custo
  5. Oferecer a seus usuários uma ação por tela, e só quando eles estiverem prontos

5 – Projetando proativamente para futuros dispositivos

Seu próximo grande passo será o de proporcionar uma experiência do usuário suave em novos dispositivos, em especial aos dispositivos wearables. Como afirmado em um artigo da Forbes, até o ano de 2019, 245 milhões de dispositivos wearables serão comprados por usuários globalmente. É por isso que estamos enfatizando o fato de que você precisa ter certeza de que o seu site ou aplicativo pode operar com ou dentro desse tipo de  dispositivo.

Mas isso não para por aí. Você precisa ter certeza de que o seu design é à prova do futuro. A tendência de design de UX mais proeminente que pode assombrá-lo este ano 2016 estará proporcionando uma experiência de usuário suave em uma gama cada vez maior de novos dispositivos (novo em termos de tipo, atributos físicos, hardware, software, modo de interação ou uma combinação deles) .

Como mencionado anteriormente, a tecnologia evolui a um ritmo acelerado. É por isso que hoje temos tantos hardwares e softwares avançados. É também por isso que estamos vendo novos avanços e um aumento do uso convencional da inteligência artificial (IA) e da realidade virtual (RV) – que levaram ao desenvolvimento de dispositivos interativos distintos e a novas formas de interação.

Curiosamente, com os avanços em software de reconhecimento de voz, ou seja, sob a forma da Siri, Cortana e Google Now, a interação de voz está assumindo o lugar do gesto que apresenta uma forma mais natural e mais fácil de interagir com os dispositivos.

6 – Incorporando animações ao design para uma melhor UX

Animações no design mantêm os usuários focados em uma determinada coisa, o que você quer cada usuário note sempre que usar seu aplicativo ou site. Você pode usá-las para orientar os usuários sobre como avançar em seu site ou executar uma ação específica.

Por exemplo, quando você bate-papo no WhatsApp com os seus amigos, você pode ver uma mensagem animada embutida ‘XYZ está digitando…’

Essa garantia é perfeita para mantê-lo em espera e gerenciar o tempo. Da mesma forma, se você integrar animações interativas, os usuários estarão menos propensos a ficar entediados.

Concluindo

E aí está! Estas são algumas (das muitas) tendências convincentes de design de UX que são predominantes neste ano e são mais propensas a continuar sendo no futuro próximo. Em resumo, estas são as áreas e os princípios em que você deve se concentrar e pesquisar mais a respeito:

  • Design antecipado
  • Storytelling
  • Imagens da Hero
  • Design persuasivo
  • Design para dispositivos do futuro
  • Animações no design (motion design/animação funcional)

Esperamos que este artigo inspire você a procurar maneiras de como adotar essas técnicas ao projetar seus aplicativos e sites. Não é necessário dizer que esta é apenas a nossa opinião, e temos a certeza de que existem outras tendências que são igualmente importantes. Se você se achar que devemos acrescentar mais a esta lista, fique à vontade para comentar abaixo!

***

UsabilityGeek é um blog de UX que faz a ponte entre pesquisa acadêmica e teórica e recomendações práticas e pessoais sobre como entregar uma ótima experiência de usuário. Eles convidam colaboradores e autores para oferecer um hub de dicas e insights de experts do setor. Esta tradução foi feita com autorização pela Redação iMasters. Você pode checar o original em: http://usabilitygeek.com/ux-design-trends-follow-2016/

Source: IMasters

Categorizados em:

Este artigo foi escrito pormajor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *