Como instalar plugins no Vim e aumentar a produtividade

janeiro 3, 2017 12:00 pm Publicado por Deixe um comentário

O Vim é um poderoso editor de texto, open source e altamente configurável, que funciona dentro do terminal. Ele é uma versão melhorada do editor VI e foi originalmente desenvolvido por Bram Moolenaar. Hoje já está na versão 7 e já acompanha a maior parte das distribuições Linux.

O Vim é conhecido por ser um editor exclusivo para programadores devido a sua alta curva de aprendizagem e o fato de ele funcionar dentro do terminal. Mas não se engane, o Vim pode ser utilizado para diversos fins e por diferentes tipos de pessoas. Basta estudo e prática.

Por padrão, o Vim é um editor bem simples. Hoje, vou ensinar como podemos instalar plugins para melhorar a usabilidade e produtividade. A capacidade do editor de interpretar scripts nos permite utilizar arquivos externos para adicionar funcionalidades e alterar seu comportamento. Para adicionar estes plugins, podemos fazê-lo manualmente adicionando os arquivos no sistema de arquivos ou utilizar um gerenciador.

O Vim possui um excelente plugin open source que funciona como um gerenciador para outros plugins. Ele se chama: Vim-plug. Para instalá-lo em nossa máquina, basta copiar o arquivo plug.vim para a pasta ~/.vim/autoload/ com o seguinte comando:

curl -fLo ~/.vim/autoload/plug.vim --create-dirs 
    https://raw.githubusercontent.com/junegunn/vim-plug/master/plug.vim

Este plugin nos permite baixar plugins disponíveis no GitHub diretamente na nossa máquina. Para isso, precisamos configurar o arquivo .vimrc. O arquivo fica localizado na sua home. Abra-o e copie a seguinte linha:

call plug#begin(‘~/.vim/plugged’)

Esta linha define que todos os plugins serão gravados dentro do diretório ~/.vim/plugged. Feito isso, adicionamos quais os plugins que queremos adicionar ao Vim. Para exemplificar, vamos adicionar dois plugins: vim-javascript e vim-jsx. Estes e muito mais plugins podem ser encontrados no site Vim Awesome.

Para inseri-los, colocamos as seguintes linhas:

Plug ‘pangloss/vim-javascript’
Plug ‘mxw/vim-jsx’

Ao final do arquivo, colocamos o seguinte comando:

call plug#end()

Depois de salvar o arquivo, basta acessar o Vim, entrar no modo interativo e executar:

PlugInstall

Ao executar, uma janela abrirá com o status de instalação dos plugins. Uma vez que eles forem instalados, já estão prontos. Basta fechar a janela de instalação e começar a usar.

vim2

Mas para que não seja necessário chamar o comando PlugInstall sempre que colocarmos um plugin novo, podemos fazer a seguinte alteração no .vimrc:

call plug#end()
autocmd VimEnter *
     if !empty(filter(copy(g:plugs), ‘!isdirectory(v:val.dir)’))
     | PlugInstall | q
     | endif

O que este código faz basicamente é verificar, sempre que o Vim for aberto, se existem plugins definidos no arquivo que ainda não foram instalados. Caso ele encontre, ele os instala automaticamente.

Agora não há mais desculpas para não usar o Vim.

Source: IMasters

Categorizados em:

Este artigo foi escrito pormajor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *