Como utilizar marcadores no terminal do Linux

novembro 28, 2016 11:00 am Publicado por Deixe um comentário

Para quem desenvolve software, administra redes e/ou banco de dados, o terminal do Linux faze parte do dia a dia como um grande aliado. O utilizamos para praticamente tudo: navegar por centenas de diretórios, fazer configurações, criar e deletar arquivos, mover coisas de lá pra cá e mais um monte de outras coisas. E no meio de tantos diretórios que trabalhamos, sempre existem aqueles que mexemos com mais frequência. No meu caso, por exemplo, acesso bastante a pasta de workspace onde ficam os meus projetos, downloads, desktop e a home.

Como nem sempre lembro de cabeça onde os diretórios e arquivos ficam, às vezes encontro problemas para encontrar as coisas, principalmente em máquinas que não são a minha, como ambientes externos, por exemplo. “Onde fica o deploy da aplicação x?”, “Onde fica a instalação do Tomcat y?”. Esses tipos de dúvidas começam a aparecer. Isso dá uma baita dor de cabeça…

É exatamente para evitar esses problemas que hoje trago uma dica bem bacana: como inserir marcadores nos diretórios para navegar facilmente por eles via terminal. Ao final deste artigo, ao invés de ficar navegando até as pastas com o comando cd, você estará acessando os diretórios assim:

diegopinho@diegopinho:~$ to <nome_do_marcador>

Vou mostrar como fazer isso para a distribuição Ubuntu, mas o procedimento é semelhante para outras distribuições Linux. Primeiramente, instale o programinha chamado apparix na sua máquina:

diegopinho@diegopinho:~$  sudo apt-get install apparix

Caso você não o encontre no repositório da sua distribuição Linux, é possível baixar pelo site oficial.

Com o programa instalado, vamos criar os atalhos que utilizaremos para adicionar e acessar os marcadores na nossa máquina. Vamos utilizar o atalho bm para adicionar um marcador e to para acessar um marcador. Para fazer isto, precisamos alterar o arquivo .bashrc que fica localizado na sua home (e caso não exista, basta criar) para adicionar as funções do apparix. Você encontrará as funções necessárias com o seguinte comando no terminal:

diegopinho@diegopinho:~$  apparix --shell-examples

No seu editor de texto favorito, abra o seu arquivo .bashrc  e copie tudo abaixo de “Bash-style functions” com exceção do “CSH-style-aliases” e então salve. Feito isso, basta recarregar as funções do .bashrc com o comando source.

diegopinho@diegopinho:~$ source ~/.bashrc

Pronto! Agora já está tudo configurado! Fácil, não? Agora para adicionar um marcador, basta acessar o diretório desejado e executar o comando bm com o nome do marcador que você de deseja. Como por exemplo, abaixo estou atribuindo o diretório /home/diegopinho/Documentos/pasta-legal/ ao marcador pasta-legal:

diegopinho@diegopinho:~$ /home/diegopinho/Documentos/pasta-legal/ bm pasta-legal

Para acessar um marcador, independente do diretório onde estiver, basta usar a função to seguido do nome do marcador:

diegopinho@diegopinho:~$  to pasta-legal

O mais bacana é que o apparix também dá suporte a autocomplete. Isso significa que se você digitar o comando e apertar a tecla tab, ele irá listar todos seus marcadores como opção!

E caso você queira remover um dos marcadores, basta utilizar o comentado `-purge-mark`:

diegopinho@diegopinho:~$  apparix -purge-mark pasta-legal

Para maiores informações, não deixe de visitar o site oficial: http://micans.org/apparix/

Source: IMasters

Categorizados em:

Este artigo foi escrito pormajor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *