Entenda como funcionam algumas técnicas para o rankeamento no Google

outubro 20, 2016 4:00 pm Publicado por Deixe um comentário

Ainda não se sabe ao certo como funciona a indexação e o consequente rankeamento feito pelo algoritmo do Google no seu mecanismo de buscas. Entretanto, existem alguns devs e empresas como a moz e a Search Metrics dedicadas a esse estudo. Métricas, testes A/B, pesquisas e outros recursos têm sido utilizados nessa investigação.

Se você é um desenvolvedor web, sabe que por mais funcional e elegante que seja o seu site, ele precisa ser encontrado pelos usuários. Assim, você precisa levar em consideração alguns pontos que elevam o seu ranking no Google.

Algo que o próprio Google criou foi o PageRank (PR), o primeiro algoritmo criado por Larry Page que ainda é utilizado pela empresa. O PR garante a autoridade da sua página na web. Ele basicamente pontua cada site da Internet por meio de uma contabilização de votos. Outra maneira de ganhar pontos no PR é quando alguém recomenda a sua página. Além disso, o PR do Google utiliza as seguintes métricas para avaliação dos sites: quantidade, qualidade e o contexto do número de cliques que a página recebe. É importante entender aqui que esses três conceitos funcionam somente em conjunto.

Além disso, a autoridade de domínio é outro ponto que pode elevar ou rebaixar o seu rankeamento. Um domínio relacionado ao conteúdo do seu site é mais facilmente encontrado, graças à importância que o Google dá à indexação de documentos e à relevância de conteúdo.

Se você trabalha em uma startup cujo negócio está associado a tecnologia, escolher o domínio .TECH (http://www.seja.tech/) como o principal domínio para o seu site, por exemplo, é uma boa estratégia para elevar o seu ranking nas buscas do Google. Além de garantir a autoridade de domínio, você garante a relação entre o domínio e o conteúdo do seu site.

O conteúdo é de extrema importância para o Google. Aqui, vários fatores podem ser levados em consideração: tamanho do texto, tamanho dos parágrafos, atualização, consistência na atualização, frequência na atualização, nível de leitura, intertítulos, listas etc.

Outro ponto importante no rankeamento é o seu relacionamento com os outros sites. Eles chamam isso de TrustRank. Ou seja, aqui o Google leva em consideração qual site faz um link para o seu. Caso esse site seja de confiança, a sua pontuação aumentará. Caso o link do seu site seja inserido em um site não confiável, seu rankeamento nas buscas será comprometido.

Aqui cabe ainda mais uma dica: o Google possui uma taxa de rejeição. Essa taxa de rejeição sobe quando um usuário encontra seu site, abre, não interage e abandona a sessão. Logo, já percebemos que não adianta espalhar seu link por aí, sem medir as consequências. É importante disseminar o seu conteúdo com cuidado e com assertividade em relação ao público.

Atualmente muito se fala em mobile first – isso tem vários sentidos, e não necessariamente desenvolvimento de apps para celulares. A principal ideia aqui é que o seu conteúdo deve estar disponível a qualquer hora, em qualquer dispositivo e em qualquer plataforma. Para que isso não comprometa a experiência do usuário, você precisa se preocupar com a responsividade do seu site. Além de não irritar o seu usuário, o Google lhe dará mais alguns pontos por isso. Outro fator importante na responsividade é que o Google pune os sites que não se utilizam dela.

Segurança também é um fator fundamental. Se o seu site ainda não possui certificados SSL e HTTPS, saiba que você está muito comprometido. Além de ser tarefa difícil encontrar seu negócio na web, a maioria dos navegadores irá, no mínimo, avisar o usuário que o seu site não é seguro para navegação.

Para finalizar esta seção de dicas que visam a melhorar seu rankeamento em mecanismos de busca, você deve levar em consideração a utilização correta das palavras-chaves, não somente na escolha, mas também na localização. Palavras-chaves na tag h1 recebem maior importância no rankeamento graças à hierarquia das heading tags; palavras-chaves inseridas nas tags h2 e h3 possuem importância, mas esta será menor que na tag h1.

Existem muitos outros fatores que podem melhorar ou piorar o seu rankeamento pelo Google. Vimos aqui que é importante pensar na sua estratégia desde o início da criação do seu site, pois domínio, conteúdo, hierarquia de tags, responsividade, público-alvo e arquitetura da informação são fatores imprescindíveis para que os usuários encontrem seu site com certa facilidade.

***

Espaço dedicado ao mantenedor.

Mensagem do anunciante:

SEO Master empresa especialista em projetos de otimização de sites. Saiba Mais.

Source: IMasters

Categorizados em:

Este artigo foi escrito pormajor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *